quarta-feira, 9 de novembro de 2011

AF Braga: Grito de revolta em Vermoim

ADC São Mateus imparável

Realizou-se este fim-de-semana a oitava jornada da 1ª Fase do Campeonato Distrital da AF Braga em Júniores.
Na Série A, o Contacto Futsal recebeu e venceu a EPB por 4-1, enquanto que o líder ADC São Mateus jogou fora e venceu pela margem mínima o MAL por 4-3.
O FC Vermoim esteve em grande e parece que deu o grito de revolta. A jogar em casa, no Municipal das Terras de Vermoim, os da casa golearam o ACR Lordelo por uns expressivos 12-0, enquanto que o CCS Santo Adrião venceu fora o ADR Outeirense po 5-2. Um jogo bem disputado por ambas as equipas, em que o guarda-redes do Outeirense foi expulso nos primeiros 5 minutos de jogo. Foi uma primeira parte equilibrada onde o Outeirense marca o primeiro golo através de um livre de 10 metros sendo este o resultado ao intervalo.
No início da segunda parte, novamente o Outeirense a marcar fazendo o 2-0, logo de seguida o Outeirense falhou 2 oportunidades claríssimas de golo. Depois o Santo Adrião acabou por marcar o primeiro golo, ganhando moral e marcando mesmo mais 3 golos chegando ao 2-4. A partir desse momento o outeirense faz o 5x4 acabando por sofrer o 2-5.


Piratas não deram hipóteses
Na Série B, o Campeão Distrital Fundação Jorge Antunes recebeu e venceu o CSRC Campelos por 5-3, enquanto que o Rio Caldo recebeu e goleou o SC Braga por uns expressivos 7-0.
O GRC Nun’Álvares sofreu a segunda derrota no Campeonato, ao perder por 2-7 com os Piratas de Creixomil, que são agora os líderes isolados do Campeonato e deixam os fafenses a três pontos de distância. Com um pavilhão razoavelmente bem composto, maioritariamente com adeptos da equipa da casa, assistiu-se a bom futsal, mas a tarde não foi feliz para o Nun’Álvares e a vitória foi meritória para a equipa de Creixomil.
Aos 3 minutos, Diogo Rafael testou Kibo com um bom remate, mas o vimaranense estava atento. No minuto seguinte, os Piratas recuperaram a bola a meio e Diogo, pela direita, acabou por fazer o primeiro da partida, com algum azar de Nuno, que se apercebeu que a intenção de Diogo era assistir o seu companheiro e na antecipação à bola, acabou por introduzi-la na baliza.
Aos 7 minutos Nuno opôs-se de forma espectacular a um remate de Fábio, na área. Mas aos 11 minutos, em mais um lance infeliz, surgiu o 0-2, com Vitinha a ganhar na velocidade e a picar a bola por cima de Nuno e na tentativa de cortar a bola, Lucas fez auto-golo.
O Nun’Álvares, a espaços, lá ia tentando fazer pela vida e Luís Paulo rematou forte da direita, para boa defesa de Kibo. No minuto seguinte, Hugo Lemos pôs Kibo novamente à prova, com um remate forte que o vimaranense defendeu para canto. Mas quem não marca, por norma sofre e aos 18 minutos, Fábio aumentou para 0-3, novamente com algum azar do Nun’Álvares num ressalto defensivo na sua área.
Nos últimos dez minutos da 1ª parte, viu-se mais da equipa da casa e aos 25 minutos, grande passe de Diogo Rafael para Luís Paulo que reduziu para 1-3. Ainda antes do intervalo, a desvantagem podia ter ficado mínima, numa bela jogada entre Xavi, Luís Paulo e Diogo, com o remate do último e Xavi à frente do guarda-redes não conseguiu um subtil toque para o golo.
Na 2ª parte, aos 35 minutos, Xavi assiste Chico que remata da direita para defesa de Kibo.
Mas foram os visitantes que chegaram a novo golo aos 36 minutos, numa boa jogada entre Fábio e Vitinha, com o primeiro a rematar para o fundo da baliza perante Nuno. Mas a resposta do Nun’Álvares foi imediata. Hugo Lemos recupera a bola e dá a Chico que ganha o ressalto na área e faz o 2-4.
Mas a tarde era mesmo dos homens de Creixomil que chegaram ao quinto golo por Vitinha, aos 41 minutos.
Luís Paulo desferiu uma bomba poucos minutos depois, que passou a rasar o poste da baliza dos Piratas. Aos 50 minutos, novamente Luís Paulo, de livre, mas a bola foi contra a barreira. Na sequência do lance, Lucas rematou cruzado e a bola passou ligeiramente por cima.
O Nun’Álvares estava de facto por cima no jogo, apesar da desvantagem, nunca baixando os braços e no minuto 52, Diogo Rafael com uma jogada fabulosa pela esquerda driblou dois adversários, isolando Lucas que rematou a bola entre as pernas de Kibo, mas ainda sofrendo um desvio no guarda-redes dos Piratas que cedeu canto.
Mas a eficácia dos visitantes falou mais alto e na recta final do encontro surgiram mais dois golos. Aos 55 minutos, recuperação no meio campo, bola na área e Zé Guilherme foi o azarado desta feita, ao tentar o corte e a fazer auto-golo. O Nun’Álvares ainda teve uma excelente oportunidade de reduzir, numa das jogadas mais bonitas de todo o encontro, com uma recuperação de Zé Guilherme no meio, que de primeira deu a Lucas, que entregou a Diogo Rafael que viu o poste negar-lhe o terceiro golo da equipa.
Para fechar as contas, Ricardinho fez o 2-7 final para os Piratas. Ainda antes do final da partida, algo não muito comum no futsal ia acontecer: Nuno defendeu uma tentativa de contra-ataque dos visitantes, correu com a bola e após jogada com David, o guarda-redes do Nun’Álvares atirou ao poste. Antes do apito final, os Piratas ainda dispuseram de uma livre directo, que foi ao lado da baliza de Nuno.

Sem comentários: